Amazonas Economia Manaus Policial Política

Denúncia| “Corrupção na Polícia” – Diretora Administrativa da Delegacia Geral da Polícia emprega parentes e contrata empresas terceirizadas sem licitação


Manaus-AM, 26 de abril de 2019.

 

A Diretora Administrativa da Delegacia Geral, Maria Suely de Souza Pinheiro, foi acusada promover um esquema criminoso envolvendo empresas terceirizadas que fornecem serviços para a Polícia Civil do Amazonas.

Maria Suely atua na Polícia Civil há mais de dois anos, onde iniciou como assistente administrativa e depois foi promovida a chefe de departamento. No ano passado, ela saiu da Delegacia Geral para atuar na Diretoria Financeira do Departamento Estadual de Trânsito (Detran/AM), onde também foi acusada de cometer diversas irregularidades.

Em 2019 Suely voltou a chefiar o departamento administrativo da DG, que já vem sendo conhecido como o órgão da “Gestão Pública Familiar”. Servidores relataram que Maria Suely conseguiu emplacar, em anos anteriores, parentes para trabalhar em empresas terceirizadas da Polícia Civil.

Os servidores apontaram como familiares que foram contratados por fornecedores do governo no departamento de Maria Suely, o irmão dela, Bianor de Souza Pinheiro, o cunhado Orlando Régis Maia além dos sobrinhos Michael de Souza Maia e Adriana Lúcia de Eleonora Pinheiro Batista.

Com parentes nas empresas, a diretora fica com o senso de decisão comprometido. As informações contra Maria Suely de Souza foram levadas por servidores para o conhecimento do delegado-geral Lázaro Ramos.

 

Maria Suely de Souza Pinheiro, também é acusada de beneficiar empresas terceirizadas, entre elas a Manancial Serviços, cuja Razão Social é C E C Serviços de Construção Ltda., em contratos com o Departamento Estadual de Trânsito (Detran/AM) e com a própria Polícia Civil; a Diretora autorizou  uma dispensa de licitação para a Manancial Serviços, de mais de R$ 1 milhão, conforme consta no Portal Transparência.


Imagem: Divulgação